A 151ª Zona Eleitoral começou a realizar o recadastramento biométrico.

Começou nesta ultima segunda feira dia 21 de agosto o recadastramento biométrico para os eleitores residentes na 151ª Zona Eleitoral correspondente aos municípios da Comarca de São João (Sulina, Saudade do Iguaçu, São Jorge D’oeste e São João).

Com o objetivo de garantir um sistema de votação verdadeiramente democrático e ainda mais seguro, várias tecnologias têm sido desenvolvidas pela Justiça Eleitoral brasileira. A mais recente delas envolve a biometria, por meio do recadastramento biométrico, ou seja, do cadastro das impressões digitais dos eleitores. A medida impede que uma pessoa tente se passar por outra no momento da identificação em um pleito (já que não existem impressões digitais iguais) e faz parte do Programa de Identificação Biométrica do Eleitor brasileiro.

O Juiz Substituto na comarca de São João que também responde pela 151ª Zona Eleitoral o Dr. Rodrigo Luiz Xavier Costa de Assis e Silva destacou a segurança do processo: “… o recadastramento biométrico é muito importante, é um avanço da Justiça Eleitoral que vai permitir que no dia da eleição o eleitor seja reconhecido pela impressão digital. Isso evita fraude, garante lisura do procedimento, então é importante que o eleitor compareça ao fórum eleitoral para fazer o recadastramento biométrico. O pessoal vai fazer mutirões ate novembro das 09 às 18 horas. Para o eleitor é obrigatório que ele compareça nesse prazo para fazer o recadastramento porque se ele não fizer o titulo vai ser cancelado e isso implica uma serie de problemas para o eleitor porque ele não pode mais fazer passaporte, participar de concursos públicos e pode até ter algum beneficio que recebe do governo cancelado…” frisou o Dr. Rodrigo.

De forma pioneira, o recadastramento biométrico foi lançado com sucesso em três cidades de três estados diferentes, com foco nas eleições municipais de 2008. Naquele pleito, os pouco mais de 40 mil eleitores de Colorado do Oeste (RO), Fátima do Sul (MS) e São João Batista (SC) foram identificados biometricamente. Nas Eleições Gerais de 2010, mais de 1,1 milhões de eleitores de 60 cidades de 23 estados participaram das eleições gerais após a identificação de suas impressões digitais. No pleito municipal de 2012, a tecnologia alcançou mais de 7,7 milhões de eleitores de 299 municípios de 24 Estados.

Nas Eleições Gerais de 2014, foram identificados pela biometria mais de 21 milhões de eleitores de todos os estados e do Distrito Federal, incluindo 15 capitais.   Segundo dados de março de 2015, mais de 24,5 milhões de eleitores brasileiros já estão aptos a serem identificados pelas impressões digitais nos pleitos realizados pela Justiça Eleitoral.

 

Por Douglas Nunes – Repórter Portal SJ.

 


Curta e compartilhe:

Acompanhe no Facebook:

Deixe um comentário: